Nado reconfirmado!

O forte nevoeiro que cancelou meu nado ontem já foi embora e hoje recebi uma mensagem da Leme to Pontal Swimming Association reconfirmando meu nado para esta madrugada (de dia 17 para dia 18). Todos os detalhes que eu publiquei na minha primeira post de confirmação continuam válidos, além do atraso de 24h, claro… Partiu!!!

Advertisements

Esperando mais 24h…

Um time de revezamento de duas pessoas chamado Dragão do Mar do Nordeste do Brasil tinha acabado de começar sua travessia do Leme ao Pontal noite passada quando um forte e imprevisto nevoeiro se formou. Infelizmente, isso significou que a travessia teve que ser abortada por motivos de segurança. Eles tentarão novamente hoje à noite, ou seja, na madrugada de domingo. Felizmente, segunda-feira ainda parece nadável, então minha travessia deve ser somente adiada por 24 horas. Fiquem de olho no Facebook e Twitter para confirmação…

A hora está chegandooo!

Desde que cheguei ao Rio de Janeiro terça-feira de manhã, eu venho aproveitando o mar em Copacabana e conhecendo alguns dos nadadores de lá, além de alguns dos outros nadadores que estão se desafiando na travessia do Leme ao Pontal, inclusive a Sabrina Mazzola (a primeira gaúcha a fazer esta prova, que completou-a na segunda-feira) e o Thiago Toshio Rebollo (paulista que bateu um novo recorde incrível de 7:02:34 hoje de manhã).

EquipNav Copacabana.JPG

Meu primeiro nado de manhã com a Equipe Navegantes no Posto 6 em Copacabana.

Também tenho ficado de olho na previsão de tempo e em contato com o Adherbal Treidler de Oliveira, secretário da Leme to Pontal Swimming Association. Hoje à tarde, foi confirmado que a minha travessia começará neste domingo (dia 17 de dezembro) a 1h00 horário local (da madrugada do sábado para o domingo). O time todo já está junto aqui no Rio, então estamos quase pronto para entrar na água!

EquipFF Rio.JPG

Toda a equipe finalmente em um lugar só!

O link para acompanhar minha travessia num mapa é track.rs/owenrj. Tweetando em português (e um pouquinho em inglês) será meu namorado, Wagner, na conta dele @wsshernandes. A Leme to Pontal Swimming Association também vai publicar atualizações em português na sua página de Facebook. Tweetando em inglês (e de vez em quando em irlandês) será minha irmã, Amy, na minha própria conta @owenswims93. Meu time de apoio fará seu melhor para manter todos estes modos de comunicação funcionando bem durante a travessia…

Sunga.JPG

Fiquei muito feliz com esta sunga (presente de Natal cedo) que a família de Souza Siqueira Hernandes me mandou para usar durante a prova!

Vamos lá!!! #partiupontal #owenswimsBR

Travessia do Leme ao Pontal na mídia irlandesa

Na terça-feira passada, dia 28 de novembro, um dos jornais regionais de Cork, o Evening Echo, publicou um artigo sobre minha travessia do Leme ao Pontal. Escreveram um pouco sobre minha vida, como eu aprendi a nadar com meu avô, Tom Baker, no Rio Blackwater em Fermoy, minha atual profissão (sou ecólogo e trabalho numa consultoria de engenharia civil) e algumas das maiores travessias que eu já fiz, como o Canal da Mancha, a circunavegação de Jersey e de Fermoy a Youghal. Descreveram também a travessia do Leme ao Pontal e como esta prova é um novo tipo de desafio para mim. Veja o artigo abaixo:

IMG_0128

Dois dias depois, apareceu um outro artigo sobre a travessia, desta vez no The Avondhu, o jornal local na minha cidade natal. Publicaram uma boa descrição da travessia e como funciona a janela, além dos detalhes de uma semana típica do meu treinamento. Foi destacado a grande importância do aspecto psicológico da travessia: como é importante treinar não somente o corpo, mas também a mente, para você estabelecer a mentalidade de consistentemente atingir seus objetivos. Confira abaixo o artigo que saiu:

IMG_0134

Finalmente, na sexta-feira passada, 1º de dezembro, eu fiz uma entrevista de rádio com uma das estações do meu condado de Cork, a C103fm. A entrevista foi feita durante o programa Cork Today com a Patricia Messinger. Conversamos na maior parte sobre os mesmos temas que foram incluídos nos artigos acima, mas a Patricia me fez uma pergunta importante: “como você financia suas travessias?” Na hora eu fiquei surpreso e eu não tinha como responder, além de: “direto do meu salário”, o que é verdade. Acho que ela estava tentando me dar uma oportunidade de agradecer aos meus patrocinadores (não tenho nenhum, mas não por não querer!). De qualquer jeito, agradeci à minha família e aos meus amigos pelo imenso apoio moral e técnico que eles me dão e expliquei que, infelizmente, não recebo apoio financeiro. Se você quiser, pode escutar o programa aqui (minha entrevista começa a 1:00:57)…

Esta questão de como financiar travessias em águas abertas ou (ultra-) maratonas aquáticas, que podem ser bem caras, é uma questão meio polêmica no nosso esporte e um assunto muito mal entendido entre as pessoas que não nadam. Mas é um assunto para ser discutido em outro blogue! Por ora, continuamos rumo ao Pontal…

 

“Qual é a data da travessia?”

Bastante gente tem me perguntado qual é a data da minha travessia a nado do Leme ao Pontal e algumas pessoas ficam um pouco confusas sobre o porquê de não ter uma data específica, então achei que seria uma boa ideia escrever um texto curto para explicar a situação…

Minha janela de travessia é de 16 a 22 de dezembro e esta é confirmada. O motivo de reservar um período de uma semana (em vez de marcar um dia só) é o seguinte: a travessia exige boas condições de mar, e como a rota fica numa costa exposta, estas condições não podem ser garantidas na hora de reservar o nado, que pode ser meses ou até anos antes da tentativa. Então, reservar sete dias e não um, significa que eu terei uma chance bem melhor de realizar o desafio.

Assim que chegarmos no Rio, vou ficar diariamente em contato com a Leme to Pontal Swimming Association para discutir a previsão do tempo e eu devo ser capaz de confirmar a data e hora do começo da travessia um dia ou dois antes. Fiquem de olho aqui para receber notícias!

No trecho final do treinamento!

Article in English

Só faltam 36 dias?! É assim mesmo?! Mas como?!

De repente, as aves do verão estão de volta à África, os dias longos e treinos no mar acabaram e estou na fase final do meu treinamento para a travessia do Leme ao Pontal. Já fiz meu último treino no mar (sem neoprene) na Irlanda: foi uma sessão rapidinha de 2 km em Myrtleville na última segunda-feira de outubro (que é feriado aqui). Agora estou dando o esforço final antes da grande travessia.

Myrtleville 20171030

A praia de Myrtleville na manhã em que fiz meu último treino no mar na Irlanda de 2017.

Com a meta para qual eu tenho trabalhado (e, às vezes, batalhado) em vista, ficou bem mais fácil treinar. Acordando cedo de manhã para ir à piscina e fazer minha sessão de natação antes de ir ao escritório não precisa mais de discipina; simplesmente acontece, automaticamente; o pânico me levanta e me manda embora antes que eu possa sequer pensar em tirar uma manhã de folga. Não há nada igual a um prazo, né!

Esta semana e a que vem, estou fazendo uma boa quilometragem na piscina. Depois eu vou começar a reduzir aos poucos a intensidade do treinamento, na expectativa de estar pronto para a tentativa no dia 16 de dezembro…

Um novo desafio para 2017

Por onde começar? Eu ia pedir desculpas por minha longa ausência deste blogue, mas sendo esta minha primeira postagem em português, suponho que faz mais sentido dar uma pequena introdução para quem não me conhece como nadador de águas abertas…

Chart – Lance Oram

A rota da minha travessia do Canal da Mancha, 21 de setembro de 2009. A curva é por causa das fortes correntes que estão presentes neste estreito.

Sou nadador desde uma época de que eu mesmo não lembro – aos seis meses de idade, minha avó começou a me levar semanalmente à piscina municipal da minha cidadezinha, Fermoy, no interior da Irlanda. Aos sete anos, comecei a nadar todos os dias no Rio Blackwater durante o verão com meu avô, e no mar aos domingos – nadar em águas abertas para mim foi uma maravilhosa união de duas coisas que me davam muita alegria: a natação e a natureza. Aos nove anos, entrei no Fermoy Swimming Club e aprendi a nadar com mais força, mais velocidade e mais eficiência. Isto me capacitou para entrar no mundo da natação competitiva de águas abertas aos treze anos de idade.

Em 2006, participei na minha primeira “Vibes & Scribes” Lee Swim no Rio Lee, no centro da cidade de Cork. Daí começou a loucura toda… Em setembro de 2007, nadei minha primeira travessia de 5 km no mar, e em novembro do mesmo ano, reservei minha travessia do Canal da Mancha, que eu completei em setembro de 2009 como o irlandês então mais rápido (com 10 h 19 min) e mais jovem (aos 16 anos). Desde então, eu continuei a nadar vários percursos famosos, como o Estreito de Gibraltar, outros não tão famosos, como o Estreito de Tory, e outros que tinham um significado mais pessoal, como os 60 km de Fermoy para o mar em Youghal. Tem mais detalhes da minha história de maratonas aquáticas na minha página da Openwaterpedia (disponível somente em inglês).

LF_023

Saindo da água após nadar de Fermoy para Youghal, com meu avô de segurança! (Foto: Lee Fox)

Desde que eu formei e comecei a trabalhar, não tenho nadado tanto. Por isso, tenho sentido saudade da água, que é meu lar, e recentemente resolvi marcar um novo desafio para este ano. Ao escolher essa nova meta, estou voltando a algo bastante familiar, mas em um ambiente bem novo para mim…

A travessia do Leme ao Pontal, no litoral do Rio de Janeiro (capital), tem 35 km de distância – quase igual ao Canal da Mancha – só que fica no outro lado do mundo! Tenho experiência de nadar uns 35 km no mar aberto, em águas frias, acompanhado por um barco e tal. O que será novo para mim neste novo desafio é aquele sol intenso e calor infernal do Rio de Janeiro em dezembro!

C. Rio de Janeiro 9

Praia de Copacabana ao pôr do sol. (Foto: Owen O’Keefe)

O treinamento já começou com força e estou aumentando a quantidade e intensidade do mesmo de acordo com um programa desenhado especificamente para essa prova. Aqui neste blogue, vou escrever sobre meu progresso… Então, se isto for algo que talvez te interesse, fique de olho aqui!